Bonecas Migrantes

Transformar a imagem de imigrantes vs refugiados(as)

Objetivos

  •  - Apresentar e educar para as diferenças entre as definições de imigrante e refugiado
  •  - Promover a aprendizagem auto-refletida e aumentar a consciencialização sobre os motivos da migração
  •  - Encorajar a transformação das crenças pessoais sobre as questões sociais

 

Aprendizagens esperadas

Durante esta sessão os(as) participantes terão a possibilidade de apresentar os seus pensamentos e crenças sobre a temática das migrações, de explicar como percecionam as diferenças entre imigrantes e refugiados, bem como aprofundar o seu conhecimento e encorajar uma transformação positiva das suas crenças sobre este assunto

 

Grupo-alvo

Jovens e adultos (a partir de 14 anos)

Nacionais

Tamanho do grupo: 10-12 pessoas

 

Complexidade

(1 - muito fácil, 5 - muito difícil)

Grau de experiência necessária - 4

Quantidade de trabalho necessário para preparar e implementar o cenário - 3

Consumo de tempo estimado para preparar e implementar o  cenário - 2

 

Duração

1 hora

Espaço

Sala com duas mesas grandes e cadeiras à volta

Recursos

Materiais necessários: papel higiénico, papel de alumínio, papel de embrulho, tesoura, cola, tintas, fios/linhas, marcadores

Fotografias representando as questões da migração (focando a representação dos imigrantes e refugiados(as))

Fotografias que retratem os problemas da migração (com um foco especial na representação dos imigrantes e refugiados(as))

  2 Fotocópias do Anexo 2

Preparação

O(A) facilitador(a) deve ter um suporte científico e baseado em conhecimento factual sobre a temática das migrações, diferenças entre a condição e a imagem dos imigrantes e dos(as) refugiados(as)

 

Desenvolvimento

Introdução

Atualmente as questões das migrações tornaram-se numa temática constante de discussão na nossa sociedade e são um dos temas mais cobertos pelos media. A representação dos media sobre o tema e a representação da imagem dos imigrantes e dos(as) refugiados(as) formam a nossa perceção pessoal sobre os atores sociais acima mencionados. Muitas vezes é passada uma imagem inadequada e desprezível que poderá permanecer na sociedade, se não houver contato direto e autorreflexão sobre o assunto.

Esta sessão pretende discutir e desconstruir falsas crenças sobre os imigrantes e sobre os(as) refugiados(as) presentes na sociedade e despertar o interesse no tema.

 

Atividades

Etapa 1: Criação das bonecas migrantes (15 min)

No início da sessão os(as) participantes são divididos, de forma aleatória, em dois grupos e é-lhes pedido que criem bonecos(as) de papel – um grupo deve criar um(a) boneco(a) que represente um(a) imigrante e o outro grupo um(a) boneco(a) que represente um(a) refugiado(a). Os participantes devem criar os(as) bonecos(as) com os materiais fornecidos pelo(a) facilitador(a), tais como papel higiénico, papel de embrulho, fios, etc. Além disso, cada grupo deve imaginar a história que representa a experiência da migração do(a) boneco(a). Quando esta tarefa estiver concluída, ambos os grupos devem apresentar o(a) seu(sua) boneco(a) e explicar os símbolos que utilizaram.

Questões sugeridas para o(a) facilitador(a):

1. Quem é esse(a) boneco(a)?

2. De onde é que ele vem?

3. Porque é que migrou para a sociedade onde reside?

4. O que é que o(a) boneco(a) faz na sociedade de acolhimento?

5. O(a) boneco(a) quer ir para casa?

 

Etapa 2: Associar o Visual ao Imaginário (5 min)

A tarefa seguinte consiste em ligar as diferentes definições de imigrante e refugiado, dispostas de forma aleatória em cima de uma mesa, com o(a) boneco(a) que foi criado(a).

As definições encontram-se no Anexo 2. Cada grupo deve escolher pelo menos 5 definições apresentadas pelo(a) facilitador(a).

 

Etapa 3: O que eu sei? (20 min)

A discussão continua através da definição e descrição apropriada de imigrante e refugiado, incluindo a sua representação e os erros associados aos dois conceitos.

Os(As) participantes devem apresentar as razões que os levou a escolher aquelas definições e como as relacionam com o(a) seu(sua) boneco(a). O(A) facilitador(a) deve explicar a definição básica dos dois conceitos e quais são os erros comuns relacionados com este tema.

 

Questões sugeridas para discussão (10 min):

1. O que entendem por imigrante?

2. O que entendem por refugiado(a)?

3. Quais são as diferenças entre imigrante e refugiado(a)?

 

 

 

Debriefing

No final da sessão os participantes devem formar um círculo. É importante ter esta discussão final para falar sobre as lutas e os mal-entendidos que aconteceram durante os exercícios e para ancorar a nova informação obtida durante a sessão.

O(a) facilitador(a) deve estar consciente e seguro que os(as) participantes irão sair da sessão com as suas dúvidas esclarecidas e sem quaisquer dúvidas ou mal-entendidos sobre o tema.

Questões que podem ser usadas durante a discussão de autorreflexão:

  1.  
  2.  1) O que aprenderam com esta sessão? O que não sabiam antes da sessão? De que modo esta sessão mudou a vossa perceção? O que sabem agora sobre a temática das migrações?
  3.  2) Como se sentem após os exercícios? Que emoções, pensamentos, ideias tiveram durante este processo?
  4.  3) O que acharam mais fácil na sessão? E o que foi mais difícil? (10 min)

 

Instrumentos de apoio

http://www.cnn.com/2014/07/15/us/immigrant-refugee-definition/

http://www.diffen.com/difference/Immigrant_vs_Refugee

http://www.unhcr.org/news/latest/2016/7/55df0e556/unhcr-viewpoint-refugee-migrant-right.html

http://www.msnbc.com/msnbc/whats-name-migrant-vs-refugee-vs-illegal-immigrant

 

Inspiração

 

Ideias para ação

Esta sessão pode ser implementada durante uma aula de História, Geografia, Língua Inglesa (para estrangeiros), Trabalhos Manuais, Ciência Politica ou Sociologia (no ensino básico, secundário ou superior). É uma boa forma de encorajar as pessoas a discutir e refletir sobre as falsas representações de grupos específicos passadas pelos media, sobre como os media estão a formar a nossa compreensão do mundo e sobre como isso poderia ser alterado. Esta sessão pode também ser implementada nas várias ONGs que trabalham com as questões da migração e comunicação multicultural, por trabalhadores sociais ou outros especialistas.

 

ANEXOS

Anexo 1: Cartão de comparação: Imigrante vs. Refugiado

Anexo 2: Definições: Imigrante e Refugiado

 

Criado por Socialinių - edukacinių iniciatyvų centras Plius

ITE

 

 

 

Social-educational initiative centre PLUS

sei.plius@gmail.com

Make it Better

info@mibworld.org

Ecos do Sur

ong@ecosdosur.org

 

 

 

The European Commission support for the production of this publication does not constitute an endorsement of the contents which reflects the views only of the authors, and the Commission cannot be held responsi¬ble for any use which may be made of the information contained therein.

 

© Copyright 2017-18 Wszystkie prawa zastrzeżone.