Cidade da Tolerância

Tolerância

Objetivos

• Desenvolver consciência e sensibilidade cultural, compreensão mútua entre os(as) migrantes e os membros da comunidade anfitriã

• Definir tolerância entre os(as) participantes e desenvolver atitudes de tolerância para com os(as) migrantes e outros grupos minoritários através de aprendizagem reflexiva e transformacional

 

Aprendizagens esperadas

Esta sessão cria um ambiente de colaboração mútua entre os(as) participantes (migrantes e membros da comunidade anfitriã). Eles(as) aprendem a comunicar entre si para alcançarem um objetivo comum e a colaborar pelo bem da sociedade em que vivem.

 

Grupo-alvo

Jovens e adultos (mais de 14 anos)

Nacionais, imigrantes, refugiados(as) e requerentes de asilo, jovens e adultos

Número de participantes: 20

 

Complexidade

(1 - muito fácil, 5 - muito difícil)

 

Grau de expeirência necessária - 2

Quantidade de trabalho necessário para preparar e implementar o cenário - 2

Consumo de tempo estimado para preparar e implementar o  cenário - 3

Custo estimado -  2

Duração

2h10 min

Espaço

Sala sem mesas e cadeiras. As cadeiras devem ser postas junto à parede, ficando o meio da sala com espaço livre

Recursos

Rolo de papel branco (10-15 metros), papéis coloridos, revistas, jornais, lápis de cor, marcadores de cores suaves, cola, tesouras, guaches, pincéis de diferentes tamanhos, copo para água

 

Preparação

O(A) facilitador(a) deve preparar as ferramentas necessárias para a sessão. O(A) facilitador(a) deve familiarizar-se com as ideis de tolerância e intolerância mundiais

 

Desenvolvimento

Introdução

Hoje em dia, para viver em sociedade a compreensão e a tolerância mútuas são fundamentais. Esta sessão visa a promoção da tolerância entre as diferentes culturas, religiões e grupos de migrantes

 

Atividades

Etapa 1: Quebra-gelo (10 min)

Todos os membros do grupo participam. O objetivo é que os participantes se apanhem uns aos outros. Quando alguém é apanhado tem de ficar parado com ambas as mãos no ar. A única maneira de se libertar é se alguém lhes “der 10”. Quando isso acontecer, o participante retorna ao jogo.

 

Etapa 2: Criar a cidade da Intolerância (60 min)

O(a) facilitador(a) pede aos participantes que desenhem ou colem e decorem vários edifícios na cidade, representando situações de intolerância na sociedade.

Os(As) participantes têm de se organizar, em grupo, para desenhar edifícios e dispô-los numa única cidade. (Os participantes podem ser divididos em grupos ou em pares, no entanto devem trabalhar com participantes de diferentes culturas, idades ou género).

Caso queiram, os participantes podem colocar textos.

 

Etapa 3: Reflexão (30 min)

O(a) facilitador(a) conduz o debate. Pode começar por colocar as seguintes questões:

- Que edifícios foram criados? O que significam?

- Que tipo de intolerância representam?

- Qual é a vossa experiência pessoal com a intolerância?

 

Etapa 4: Transformação (30 min)

Os(As) participantes devem transformar a sua cidade através da adição ou eliminação de edifícios/palavras, tornando-a numa cidade tolerante em vez de não tolerante.

Nos edifícios criados/acrescentados/eliminados os(as) participantes devem escrever pensamentos encorajando a tolerância entre diferentes culturas.

 

Debriefing

Depois de terminada a tarefa os(as) participantes devem formar um círculo para realizar um momento de discussão e autorreflexão (30 min). O(A) facilitador(a) pode começar com as seguintes questões:

- Como é a sua cidade tolerante?

- Qual o símbolo que representa a cidade tolerante?

- Qual a importância de morar numa cidade tolerante?

- Como podem as pessoas contribuir para a criação de uma cidade tolerante?

- O que é que aprenderam com a participação nesta sessão?

 

Instrumentos de apoio

Jogo de Quebra-gelo: http://www.ventureteambuilding.co.uk/everybodys/

 

Inspiração

http://nordplus.sei.lt/

Ideias para ação

Esta sessão pode ser implementada durante as aulas de Cidadania ou Sociologia (no ensino básico, secundário ou universitário). É uma boa forma de encorajar as pessoas a discutir e refletir sobre a tolerância e a intolerância e como se pode alcançar a tolerância entre sociedades.

Esta sessão também pode ser implementada, por trabalhadores(as) sociais ou outros especialistas, em várias ONGs que trabalhem com questões de migração e comunicação interpessoal.

 

ANEXOS

 

 

Criado por Socialinių - edukacinių iniciatyvų centras Plius

ITE

 

 

 

Social-educational initiative centre PLUS

sei.plius@gmail.com

Make it Better

info@mibworld.org

Ecos do Sur

ong@ecosdosur.org

 

 

 

The European Commission support for the production of this publication does not constitute an endorsement of the contents which reflects the views only of the authors, and the Commission cannot be held responsi¬ble for any use which may be made of the information contained therein.

 

© Copyright 2017-18 Wszystkie prawa zastrzeżone.